X

Este site usa cookies. Ao continuar a navegar no site está a autorizar o uso das mesmas. Para mais informações, clique aqui »

Herbalife Membro Independente
Two women running and having fun

Está a alimentar o seu estômago ou os seus sentimentos? Muitas vezes a resposta é: ambos. Precisamos de comer para alimentar o corpo, mas às vezes comemos para satisfazer os nossos sentimentos. Podem ser determinados alimentos porque estamos felizes, tristes ou mesmo aborrecidos, mas quando comemos por outras razões que não sejam a fome física, as razões são emocionais.

Comer quando não estamos realmente com fome é uma maneira de adicionar calorias (e quilos!) desnecessárias, que podem arruinar rapidamente o seu programa de controlo de peso.

Sendo assim, como deixar de comer emocionalmente? Saiba a diferença e controle-se.

Conhecer a diferença:

  1. O apetite emocional surge de repente, a fome física sente-se gradualmente.
  2. Mesmo que estejamos cheios, somos mais propensos a continuar a comer se for para satisfazer um sentimento.
  3. Se o nosso estômago estiver a reclamar comida, comemos praticamente qualquer coisa para preencher o vazio. Se desejar um determinado alimento, como gelado, chocolate ou batatas fritas, provavelmente está a comer para alimentar um sentimento.
  4. Quando comemos por motivos emocionais temos a sensação de que necessitamos de comer instantaneamente o que nos apetece, enquanto que, se se tratar de fome física, podemos esperar.
  5. Depois de comer por razões emocionais pode sentir-se culpado, ao contrário do que sucede se estiver fisicamente com fome.

Gerir a necessidade de comer emocionalmente:

  1. Veja se consegue reconhecer que sentimentos o levam a desejar comer por motivos emocionais.
  2. Afaste o desejo da sua mente, fazendo outra coisa - tente fazer uma caminhada, executar algumas tarefas domésticas ou conversar com um amigo.
  3. Encontre um alimento de conforto que seja uma alternativa equilibrada, para, quando a sensação surgir, ter uma opção que não seja junk food (comida sem qualidade).
  4. Se estiver a fazer dieta, a eliminação de todos os alimentos pouco equilibrados pode ter mais inconvenientes do que benefícios. Por exemplo, se não conseguir viver sem chocolate, não se prive dele completamente. Coma uma pequena quantidade e afaste o resto. Trata-se de moderação e não de eliminação.
  5. Às vezes só precisa de um certo sabor. Portanto, tente dar apenas umas dentadas. É provável que se lembre da experiência de satisfação, em vez do sentimento de culpa depois de devorar o pacote inteiro!

Se reconhecer que está a comer impelido por uma emoção, lembre-se de que, qualquer que seja a sua escolha alimentar, deve aprender a controlar-se e a agir com moderação.

< De volta ao índice dos aspectos da nutrição

Notícias e Dicas Sobre Nutrição

Adira ao Desafio

Digite o código postal ou o endereço e a distância para encontrar Desafios de Perda de Peso perto de si.

Já falou com um Treinador Herbalife?
POWERED BY ENABLETM